É POSSÍVEL RECICLAR RESTOS DE ALIMENTOS, FOLHAS E SEMENTES?

Reciclar significa transformar objetos e materiais usados em novos produtos para o consumo. Esta ideia surgiu com a necessidade de se obter os benefícios que este procedimento gera para o planeta Terra (GROSSI E VALENTE,2003).

A partir da década de 80, a produção de embalagens e produtos descartáveis aumentou significativamente, logo, a produção de lixo, também aumentou bastante. Com isso houve uma preocupação com o descarte dessa grande quantidade de lixo e começaram a pensar em posturas para diminuir os danos causados por esse descarte.Então surgiram atividades importantes como campanhas de coleta seletiva de lixo e a própria reciclagem de alumínio, papel, vidro e plástico que são os materiais mais comuns de serem reciclados.

O processo de reciclagem, além de preservar o meio ambiente também contribui para a diminuição significativa da poluição do solo, da água e do ar, além disso, gera economia e muitas indústrias estão reciclando materiais como uma forma de reduzir os custos de produção. Por exemplo, materiais como o alumínio, quando reciclados, podem ser derretidos e voltar para a produção de embalagens. Um outro benefício da reciclagem é a possibilidade de geração de empregos nas empresas especializadas no processo.

Mesmo com toda a campanha existente, ainda há muitos produtos que podem ser reciclados e são descartados de maneira indevida no lixo comum, impossibilitando essa reciclagem. Além dos lixos considerados “secos”, também é possível reciclar o lixo “úmido”. O lixo orgânico é um exemplo de lixo que pode ser reciclado e ninguém dá a devida importância. Ele pode ser utilizado na fabricação de adubo orgânico para ser utilizado na agricultura. Essa é a chamada reciclagem verde na Suíça, e os restos de comida e planta são transformados em gás natural, eletricidade, combustível e fertilizantes (CAMARGO, 2008).

Geralmente o que pensamos é que não é possível reciclar alimentos, folhas e sementes…Mas essa prática de reciclagem de lixo orgânico está sendo cada vez mais utilizada. A produção de biogás é um exemplo da reciclagem desse tipo de lixo. Outra possibilidade é a compostagem que transforma o lixo orgânico em adubo. Essa prática possui duas vantagens: é favorável ao meio ambiente, pois evita o descarte desse material e também traz benefícios ao solo porque o adubo produzido é bastante nutritivo.

Na Suíça, a reciclagem dos produtos orgânicos, ocorre em um reator de fermentação, que trabalha através de um processo anaeróbico (com ausência de oxigênio). É um processo biológico, que ocorre também na natureza, porém no reator o processo acontece de forma controlada e intensiva. A vantagem da reciclagem ocorrer dessa forma é a diminuição da emissão de gás CO2 na atmosfera. Para cada tonelada de lixo orgânico reciclado nesses reatores, uma tonelada de CO2 deixa de ser emitida no meio ambiente. Esse processo de Reciclagem verde ocorre da seguinte maneira: o lixo orgânico fica durante duas semanas em um reator de fermentação à uma temperatura de 55º C e dessa fermentação surgem 3 novos produtos a serem reutilizados: um sólido (o composto), um líquido (o fertilizante) e um gasoso (uma nova forma de energia limpa). Esta energia (gás) pode ser convertida em combustível para veículos, em gás natural para a rede local ou então, no chamado CHP (combinedheatandpower), uma combinação de energia elétrica e aquecimento (CAMARGO,2008).

A tecnologia da Reciclagem Verde está alcançando outros países como Alemanha, Espanha, Áustria, Japão, Martinica e França e espera-se ansiosamente o dia que chegará no Brasil.

Referências Bibliográficas:

GROSSI E VALENTE. Benefícios advindos da reciclagem. 2003. Disponível em <<http://www.fec.unicamp.br/~crsfec/beneficios_ambientais.html>>. Acesso em 27.mar.2017.

CAMARGO.S. RECICLAGEM INTELIGENTE. 2008. Disponível em <<http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/lixo/conteudo_393510.shtml?func=2>>. Acesso em 27.mar.2017.

IMAGEM 1 . Reciclagem e descarte de materiais orgânicos e alimentos. Disponível em http://sustentabilidadeete.blogspot.com.br/2013/09/reciclagem-e-descarte-de-materiais.html .

Carla Cristina Araújo Parreira
Trainee do Setor Acadêmico da BetaEQ, estudante do Centro Universitário UNA.

Deixe aqui a sua opinião