PANELAS ANTIADESÃO DE BACTÉRIAS

As panelas antiaderentes fazem grande sucesso no mercado, pois evitam que a comida grude, diminuindo ou até eliminando a necessidade de óleo, além de facilitar a limpeza, e consequentemente a redução no uso de detergentes, seguido de um ganho ambiental.

Baseado nesse material, Guoping Fen e seus colegas da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, tiveram a brilhante ideia de construir materiais nos quais as bactérias não conseguissem se fixar, imunizando-os das contaminações. Para isso, eles empregaram um processo eletroquímico chamado anodização.

A anodização consiste na formação de uma camada uniforme de óxido de alumínio na superfície, por meio da aplicação de um diferencial de corrente contínua em banhos de eletrolíticos, proporcionando melhorias estéticas à peça, proteção contra corrosão e demais ataques do meio ambiente.

Fonte: http://pt.wikihow.com/Fazer-Anodiza%C3%A7%C3%A3o-Caseira

Dessa forma, foi possível criar poros em nanoescala, alterando as cargas elétricas e a energia superficial do metal, permitindo que a nanoestrutura exerça uma força repulsiva sobre as células bacterianas, evitando que elas grudem e iniciem a formação dos biofilmes, ou colônias de bactérias.

A professora que orientou o trabalho – Carmen Moraru comentou ainda que uma das vantagens desse material é que devido a ser um método puramente físico, possui aplicação na área de alimentação, assim como doméstica, diferenciando-se de outras alternativas que para limitar a adesão de bactérias sobre as superfícies, incluem o uso de produtos químicos e bactericidas.

Até o momento os estudos se concentraram no alumínio, entretanto, os pesquisadores pretendem estudar o comportamento das nanoestruturas em outros metais.

Cabe lembrar que, tal tecnologia utilizando o alumínio já está pronta para ser incorporada em recipientes usados no processamento de alimentos e na manipulação de produtos médicos.

Referências:

“Anodização (ABNT NBR 12.609)”, http://www.prodecnet.com.br/anodizacao.html (2015).

FENG, G. et al, “Alumina surfaces with nanoscale topography reduce attachment and biofilm formation by Escherichia coli and Listeria spp.”, Biofouling: The Journal of Bioadhesion and Biofilm Research, USA, Novembro, 30. 10, pp. 1253-1268 (2014).

TIMOTEO JUNIOR, J. F. Anodização para obtenção de membranas cerâmicas. 2007. 68f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal-RN.

“Vêm aí as panelas antiadesão de bactérias”,  http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=panelas-antiaderentes-bacterias&id=010160150127#.VdJ2YPlVikp (2015).

Publicado por Wallas Souza.