MIX DE SABORES: CERVEJAS ARTESANAIS

(Texto enviado pelo Representante BetaEQ, Michell Cardoso)

Há cerca de 10 mil anos, o homem antigo descobriu, por acaso, o processo de fermentação, no que surgiram, em pequena escala, as primeiras bebidas alcoólicas. Mais tarde, a cerveja era produzida inicialmente pelos padeiros, devido à natureza dos ingredientes que utilizavam: leveduras e grãos de cereais. A cevada era deixada de molho até germinar e, então, moída grosseiramente, moldada em bolos aos quais se adicionava a levedura. Os bolos, após parcialmente assados e desfeitos, eram colocados em jarras com água e deixados fermentar.

A cerveja teve sua expansão definitiva com o Império Romano, que se encarregou de levá-la para todos os cantos onde ainda não era conhecida. E foi aí que a bebida definitivamente ganhou seu nome latino pelo qual conhecemos hoje. Através dos romanos a cerveja também chegou à Gália, hoje a França – (os gauleses denominavam essa bebida de cevada fermentada de “cerevisia” ou “cervisia” em homenagem a Ceres, deusa da agricultura e da fertilidade).

Definição: Cerveja é uma bebida alcoólica carbonatada, produzida através da fermentação de materiais com amido, principalmente cereais maltados como a cevada e o trigo. Seu preparo inclui água como parte importante do processo e algumas receitas levam ainda lúpulo e fermento, além de outros temperos, como frutas, ervas e outras plantas.

Dentro desta definição de cerveja encontram-se diversas variedades, de acordo com fatores como método de produção, ingredientes usados, cor, sabor, aroma, receita, história, origem e assim por diante.


Cervejas artesanais são aquelas produzidas quase que de “forma caseira”. Várias micro cervejarias, mesmo utilizando equipamentos modernos e engarrafando suas produções, ainda assim são consideradas como cervejarias artesanais pelo cuidado que têm com sua produção, indo desde os ingredientes básicos da cerveja, passando pela receita de preparo e chegando até aos conservantes finais, que devem ser naturais e não químicos.

Outras micro cervejarias, ou cervejarias caseiras, são realmente o que podemos chamar de artesanais ao pé da letra. Utilizam equipamentos pequenos, que cabem em qualquer cozinha, normalmente não possuem engarrafadoras e guardam suas produções com garrafas de cerveja comum e rolhas.

Ao ouvir falar em Cerveja Artesanal, pense em cervejas mais bem cuidadas, com produções mais restritas (mas não necessariamente pequenas), o que leva a produtos com resultados finais muito interessantes e diversificados.

Etapas do Processo:

Mosturação;
Filtração;
Fervura do Mosto;
Resfriamento;
Fermentação;
Maturação;

NOTA: As etapas estão mais bem detalhadas no site: Como fazer cerveja

Ranking

Conforme a Revista EXAME (05/03/2015), as 15 melhores cervejas artesanais vendidas no Brasil são:

1. Duchesse de Bourgogne (País: Bélgica);
2. Morada Hop Arabica(País: Brasil);
3. Colorado Ithaca (País: Brasil);
4. North Coast Old Rasputin Russian Imperial Stout(País: EstadosUnidos);
5. Morada Double Vienna (País: Brasil);
6. TripelKarmeliet (País: Bélgica);
7. Tupiniquim Polimango (País: Brasil);
8. ChimayBleue (País: Bélgica);
9. Bodebrown Cacau IPA (País: Brasil);
10. Ballast Point Sculpin IPA (País: Estados Unidos);
11. Brewdog Punk IPA (País: Escócia);
12. Schornstein IPA (País: Brasil);
13. BierlandVienna (País: Brasil);
14. Eisenbahn 5 (País: Brasil);
15. Orval (País: Bélgica);

ATENÇÃO: Beba com moderação!

Referências:

“49 cervejas artesanais nacionais para se beber”, http://www.papodehomem.com.br/49-cervejas-artesanais-nacionais-para-se-beber/ (2015).

“As 15 melhores cervejas artesanais vendidas no Brasil”, http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/noticias/as-melhores-cervejas-artesanais-vendidas-no-brasil#16 (2015).

“Cervejas artesanais”, http://www.brejas.com.br/cervejas-artesanais.html (2015).

“Como fazer cerveja”, http://comofazercerveja.com.br (2015).

“História da cerveja”, http://www.brejas.com.br/historia-cerveja.html (2015).

“O que é cerveja?”, http://www.brejas.com.br/cerveja.html (2015).

Publicado por Wallas Souza.