REI DOS CERTIFICADOS – AGREGANDO VALOR AO CURRÍCULO

Como  ter um currículo com atribuições que saltam aos olhos do empregador?

Ingressar numa universidade não é fácil, num curso de engenharia então… Menos ainda! Mas se você acha que somente isso é o suficiente pra ter destaque dentro e principalmente fora da faculdade junto às milhares de empresas que existem por aí, caro leitor, você está enganado!

Hoje em dia, principalmente, além das notas da graduação, devemos nos preocupar também com aquele “Q a mais” que podemos fazer para assimilar conhecimento e ficar na frente de outros candidatos no futuro. As opções são vastas: Jovens Talentos, Iniciação Científica, fazer parte de uma Empresa Júnior, conseguir um Estágio, fazer Trabalho Voluntário, ser Trainee, conseguir uma Bolsa de Extensão, Intercâmbio, realizar Visitas Técnicas, fazer Cursos de Idiomas e Cursos Extracurriculares na área de interesse.
Dentre tantas opções, algumas mais fáceis e outras mais difíceis de conseguir, focaremos nesse texto nos cursos extracurriculares. Geralmente esses cursos tem uma duração de curta a média e aprofundam ou abrem nossos olhos para uma gama de conhecimentos, além de no final, nos render certificados. Estes certificados, que além de contribuir para cortar as horas de atividade extracurricular necessárias para nos formarmos, ainda nos concedem certa vantagem num processo seletivo. E mesmo quando o curso não acompanha um certificado, podemos citar isso nas nossas experiências no Curriculum.
Entretanto, nós estudantes, convenhamos, não temos muito tempo para sairmos de casa e irmos às vezes a pólos de treinamento ou outras universidades/empresas fazer um curso, por mais curto que seja… Mas e se você não precisasse sair do sofá de casa para fazer um bom curso? Melhor, e se você não precisasse sair de casa e mesmo assim conseguir fazer um curso pelas universidades mais renomadas no Brasil e no mundo, como USP, Unicamp, Harvard, LMU Munich e MIT? Parece impossível? Mas não é! Este meus caros, é o poder que a internet pode nos conceder, estar “aqui e em outro continente” ao mesmo tempo.
Se realizar um intercâmbio atualmente conta muitos pontos no currículo, nem precisamos falar de quão valioso é um curso por uma universidade fora do Brasil, e melhor, de graça! Essa é a proposta, por exemplo, do Coursera (https://www.coursera.org/), que em seu site reúne cursos e palestras de dezenas de universidades parceiras, dentre elas:
– Rice University
– Columbia University
– Stanford University
– University of Manchester
– Yale University
– Pennsylvania State University
Se você tem domínio da língua inglesa ou entende pelo menos o básico, essa é a super oportunidade de se aprimorar academicamente, exercitar o idioma (hoje todos sabemos que o inglês, fundamentalmente para a engenharia, é imprescindível) e se tornar o “Rei dos Certificados” internacionais.
Todavia, se você não pode ou não quer fazer um curso em outro idioma, o Veduca (http://www.veduca.com.br/) pode ser a sua solução. Ele reúne diversos cursos nacionais e internacionais, que passam de Física à Medicina, de graça e em português, inclusive aulas de um MBA da USP em Engenharia e Inovação. Algumas universidades parceiras do projeto são:
– USP
– UnB
– Unicamp
– Oxford
– MIT
– Berkeley
Agora com esses links, só depende de você nobre engenheiro, adquirir conhecimento, se aprimorar e agregar valor ao seu currículo, deixando os headhunters loucos atrás de você. Não dê bobeira! Organize-se e aproveite um tempo para se dedicar aos cursos extracurriculares online.

Outros links que podem ter cursos de graça do seu interesse (diversas áreas):
FGV – http://www5.fgv.br/fgvonline/Cursos/Gratuitos
IBOVESPA (Investimentos e Economia) – http://www.bmfbovespa.com.br/pt-br/educacional/cursos/cursos.aspx?idioma=pt-br
Fundação Bradesco – http://www.ev.org.br/Cursos/Paginas/Online.aspx
Codeacademy (Linguagem de Programação)- http://www.codecademy.com/pt/dashboard
Iversity: https://iversity.org/

Assessora de Conteúdo: Nathally Alves