FERRAMENTAS DE MELHORIA CONTÍNUA DOS PROCESSOS

“Tudo o que uma empresa faz depende da competência das pessoas que trabalham com ela e dos processos existentes na sua organização. Sendo assim, o jeito mais racional de aumentar o desempenho da empresa ou é melhorar seus processos e/ou melhorar as pessoas”.

Sem título

Sempre que falamos de melhoria de processo, encontramos vários métodos e ferramentas para conduzir o processo de mudança, exemplo Kaizen, PDCA, MASP, 5S, Six Sigma entre outras ferramentas.

Porém, antes de considerar todas essas técnicas e métodos para aplicar a melhoria, precisamos pensar em algumas perguntas principais:

“Para que faremos essa melhoria?”

“Para quem faremos essa melhoria?”

Depois de respondidas as perguntas acima, podemos começar a pensar em aplicar as ferramentas que serão descritas ao longo do texto.

  1. 5S: Estrutura

  2. Kaizen: Visão Geral

  3. Lean: Estabilidade

  4. Six Sigma: Capacidade

  5. DFSS: Robustez

 

PROGRAMA 5S

m m,O programa tem como objetivo mobilizar, motivar e conscientizar toda a empresa para a Qualidade Total, através da organização e da disciplina no local de trabalho.

Etapa inicial e base para implantação da qualidade total, a metodologia 5S é assim chamada devido à primeira letra de 5 palavras japonesas: Seiri, Seiton, Seiso Shitsuke, Seiketsu.

A metodologia possibilita desenvolver um planejamento sistemático, permitindo de imediato maior produtividade, segurança, clima organizacional e motivação dos funcionários, com consequente melhoria da competitividade organizacional.

mmm

Maior produtividade pela redução da perda de tempo procurando por objetos. Só ficam no ambiente os objetos necessários e ao alcance da mãos. Os principais benefícios da metodologia 5S são:

  1. Redução de despesas e melhor aproveitamento de materiais, pois a acumulação excessiva de materiais estimula a desorganização.
  2. Melhoria da qualidade de produtos e serviços
  3. Redução de acidentes do trabalho
  4. Maior satisfação das pessoas com o trabalho

Kaizen


kaizen

“Hoje melhor do que ontem, amanhã melhor do que hoje!”

O termo Kaizen significa Kai: mudar e Zen: bem, o que traduz o conceito de melhorar continuamente. Esta melhoria está associada tanto a vida pessoal, doméstica, social e profissional e sua base fundamental é a melhoria incremental.

As atividades de Kaizen estão relacionadas ao Controle de Qualidade Total ? TQC (Total Quality Control), e para serem desenvolvidas, é necessário o envolvimento dos gerentes, supervisores e trabalhadores em todas as áreas da organização. Desta forma, haverá melhoria de desempenho de todos os níveis, eliminação dos desperdícios, diminuição dos erros e outros fatores que afetam a produtividade. Para ser eficiente, o Kaizen precisa contar com o apoio da diretoria, pois caso contrário seu crescimento e sua prática não ocorrerão.

O Kaizen procura alcançar a melhoria contínua em todos os níveis do processo, melhorando a produtividade e a qualidade, com o mínimo custo possível e em muitos casos, a custo zero, proporcionando a melhoria da qualidade dos produtos e serviços da organização e melhorando a satisfação de seus clientes internos e externos.

LEAN MANUFACTURING

Lean_manufacturing_intelligence_2Lean é basicamente tudo o que concerne a obtenção de materiais corretos, no local correto, na quantidade correta, minimizando o desperdício, sendo flexível e aberto a mudanças.

Lean Manufacturing , traduzível como manufatura enxuta, também chamado de Sistema Toyota de Produção é uma filosofia de gestão focada na redução dos sete tipos de desperdícios (super-produção, tempo de espera, transporte, excesso de processamento, inventário, movimento e defeitos). Eliminando esses desperdícios, a qualidade melhora e o tempo e custo de produção diminuem. As ferramentas “lean” incluem processos contínuos de análise (kaizen), produção “pull” (no sentido de kanban) e elementos/processos à prova de falhas (Poka-Yoke).

Os pontos-chave do lean manufacturing são:

  • Qualidade total imediata– ir em busca do “zero defeito”, e detecção e solução dos problemas em sua origem.
  • Minimização do desperdício– eliminação de todas as atividades que não têm valor agregado e redes de segurança, otimização do uso dos recursos escassos (capital, pessoas e espaço).
  • Melhoria contínua– redução de custos, melhoria da qualidade, aumento da produtividade e compartilhamento da informação
  • Processos “pull”– os produtos são retirados pelo cliente final, e não empurrados para o fim da cadeia de produção.
  • Flexibilidade– produzir rapidamente diferentes lotes de grande variedade de produtos, sem comprometer a eficiência devido a volumes menores de produção.
  • Construção e manutenção de uma relação a longo prazo com os fornecedores tomando acordos para compartilhar o risco, os custos e a informação.

 SIX SIGMA

mçlmlO Seis Sigma pode ser definido, como uma estratégia gerencial planejada, com foco nos resultados de qualidade e financeiros, com o objetivo de promover mudanças significativas nas organizações, buscando sempre melhorias nos processos, produtos e serviços oferecidos aos clientes. Podemos dizer que o foco principal do Seis Sigma é a satisfação dos clientes, através da redução de defeitos nos processos e o ótimo desempenho da empresa.

Projetos Six Sigma seguem duas metodologias inspiradas pelo ciclo Plan-Do-Check-Act . Estas metodologias, compostas de cinco fases cada, são DMAIC e DMADV.

seis-sigma-dmaic-dmadv

DMADV

Utilizada em projetos focados em criar novos desenhos de produtos, serviços e processos:

  • Definegoals:
  • Measureand identify:
  • Analyze:
  • Designdetails
  • Verifythe design:

DMAIC

Utilizada em projetos focados em melhorar produtos, serviços e processos de negócios já existentes. Também é conhecida como DFSS (“Design For Six Sigma”):

  • Definethe problem:
  • Measurekey aspects:
  • Analysethe data:
  • Improvethe process:
  • Control:

Benefícios do Six Sigma:

Existem diversos benefícios para as empresas que adotam o Six Sigma, sejam eles na produção ou nas equipes de trabalho com um todo. São eles:

  • Redução dos custos organizacionais;
  • Aumento significativo da qualidade e produtividade de produtos e serviços;
  • Acréscimo e retenção de clientes;
  • Eliminação de atividades que não agregam valor;
  • Maior envolvimento das equipes de trabalho;
  • Mudança cultural benéfica;
  • Diminuição da variação dos processos.

Porém, para atingir os objetivos do programa e colher os benefícios da implementação, é preciso que a empresa saiba exatamente como planejar e implementar o Six Sigma. É importante, também, que os funcionários sejam devidamente treinados para receber o Seis Sigma na empresa.

 PDCA 

pdca

É um método de gestão que visa controlar e gerar resultados precisos nas atividades das organizações.

Apresenta quatro passos: P (plan – planejar); D (do – fazer); C (check – verificar); A (act – agir): caso tenha obtido sucesso, o novo processo é documentado e se transforma em um novo padrão, conforme mostra a figura ao lado:

PDCA no processo da garantia da qualidade
jjj

MASP

O MASP (Método de Análise e Solução de Problemas) é um método gerencial utilizado tanto na manutenção, como também na melhoria das ações, utiliza o PDCA como ferramenta para a solução de problemas.

Sequência do MASP:

  1. Problema: identificar o problema;
  2. Observação: apreciar as características do problema;
  3. Análise: determinar as causas principais;
  4. Plano de ação: conceber um plano para eliminar as causas;
  5. Ação: agir para eliminar as causas;
  6. Verificação: confirmar a eficácia da ação;
  7. Padronização: eliminar definitivamente as causas;
  8. Conclusão: recapturar as atividades desenvolvidas e planejar para o futuro.

O MASP utiliza o PDCA como ferramenta para a solução de problemas. O MASP e o PDCA são ferramentas eficazes utilizadas por muitas empresas, que em conjunto, atuam na causa dos problemas e melhoram a efetividade dos processos organizacionais.

Referências:

CAMPOS, Vicente Falconi. TQC – Controle da Qualidade Total (no estilo japonês). Belo Horizonte, MG: Editora de Desenvolvimento Gerencial, 1999.

CAMPOS, Vicente Falconi. Gerenciamento da rotina do trabalho do dia-a-dia. Nova Lima: INDG Tecnologia e Serviços Ltda., 2004.

Fundação Nacional de Qualidade Disponível em: <http://www.fnq.org.br/>. Acesso em: 12/04/2016

Seis Sigma – O que é e como funciona. Disponível em: <http://www.sobreadministracao.com> Acesso em: 12/04/16

Blog da Qualidade. Disponível em: <http://www.blogdaqualidade.com.br/> Acesso em: 12/04/16.

Autora: Roberta Núñez – FURG

Deixe aqui a sua opinião