PEROVSKITA: A CONSOLIDAÇÃO DA ENERGIA SOLAR

A peroviskita aumenta a possibilidade de que a demanda energética mundial seja atendida com apenas uma pequena fração da energia solar que chega a Terra.

Figura 1 – Reciclagem da luz na Perovskita [Fonte: Inovação Tecnológica]

A energia solar, por ser limpa, econômica e renovável, diminui tanto os índices de poluição, quanto os impactos no ecossistema e desmatamento. Ela apresenta-se como uma alternativa às energias oriundas de combustíveis fósseis, por exemplo. Entretanto ela ainda representa 0,02% da produção no Brasil, segundo dados do Ministério de Minas e Energia. Sua efetuação ainda possui dificuldades, como os elevados custos dos painéis, que são pesados e grossos.

A produção de eletricidade a partir de luz solar tem sido realizada por sistemas fotovoltaicos de silício, contudo a sua eficiência permanece estagnada. Neste contexto surgiu uma nova tecnologia: as células solares de perovskita. Estas células têm uma banda proibida direta (ou gap de energia) assim, absorve luz solar com intensidade e eficiência maior em comparação com o silício.

Sabe-se que a perovskita possui a capacidade de reciclar fótons, ela reabsorve os fótons gerados dentro da própria célula, o que aumenta a eficiência. Esta pode ainda ser maior com a combinação do mineral com o césio ou com o óxido de nióbi, por exemplo. Em razão disso o custo fica mais baixo, é necessária apenas uma fina camada (que também garante leveza aos painéis) para a produção das células solares. É uma estratégia muito promissora, todavia ainda muito recente, possui limitações tecnológicas e econômicas.

Ambientes rurais, onde há campos abertos e sem empecilhos para a passagem da luz solar podem adotar a energia solar, mudando a sua matriz energética, que antes era baseada em geradores a diesel. A energia solar pode ser empregada também no tratamento de efluente, especialmente nos Processos Oxidativos Avançados (POA) – utilizados na degradação de poluentes persistentes.  Esse sistema de geração de energia, pode até mesmo estar presente nas nossas peças de vestuário, como o “solar jacket” feito pela Tommy Hilfiger, gerando carga para nossas baterias de celulares ou outros “Gadgets”.

A Coréia do Sul já possui 32 quilômetros de ciclovias que produzem energia solar. A França seguiu a ideia e construiu a primeira avenida feita com placas fotovoltaicas para a produção de energia solar, responsável por abastecer todos os postes da cidade de Tourouvre-au-Perche, que abriga pouco mais de três mil habitantes.

O Rock in Rio 2017 terá as OPTrees (“árvores solares”) em cinco pontos para que os espectadores possam carregar seus celulares. Graças a uma tecnologia desenvolvida pela startup brasileira Sunew, as “folhas” destas árvores são equipadas com painéis fotovoltaicos, e uma bateria dentro delas armazena a carga que é transferida aos aparelhos telefônicos dos usuários.

Figura 2 – OPTrees (“árvores solares”) [Fonte: Exame Abril]

O Brasil é um local propício para a disseminação deste tipo de energia justamente pelo o fato de apresentar um dos maiores índices de insolação do mundo, especialmente no chamado Cinturão Solar, área que envolve o norte e nordeste de São Paulo, sul da Bahia e norte de Minas Gerais até o Pantanal. Com mais pesquisas e investimentos voltadas para a perovskita, visando à sustentabilidade, será consolidada a viabilidade deste sistema de geração de energia.

Jéssyka Jennifer Miranda Corrêa

Assessora do Setor Acadêmico da BetaEQ, estudante da UFVJM

Referências Bibliográficas:

-Jornal da Unicamp. Unicamp produz células solares de perovskita. Campinas – São Paulo, Setembro/2016. Nº 669. Disponível em: <http://www.unicamp.br/unicamp/sites/default/files/jornal/paginas/ju_669_pagina_03_web.pdf>. [Acesso em 26/07/2017].

-Ambiente Legal: Legislação, meio ambiente e sustentabilidade. Células solares de perovskitas – saiba o que são. Disponível em: < http://www.ambientelegal.com.br/celulas-solares-de-perovskitas-saiba-o-que-sao/>. [Acesso em 27/07/2017].

-Inovação Tecnologica. Reciclagem de luz aumenta eficiência de células solares. 22/04/2016. Disponível em: < http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=reciclagem-fotons-aumenta-eficiencia-celulas-solares&id=010115160422>. [Acesso em 27/07/2017].

-P3. Tommy Hilfiger cria casaco com painel solar. 2013. Disponível em: < http://p3.publico.pt/actualidade/ambiente/14846/tommy-hilfiger-cria-casaco-com-painel-solar>. [Acesso em 28/07/2017].

-Portal Solar. Como funciona o painel solar fotovoltaico. Disponível em: <http://www.portalsolar.com.br/como-funciona-o-painel-solar-fotovoltaico.html>. [Acesso em 29/07/2017].

-The Greenest Post. Disponível em: <http://thegreenestpost.bol.uol.com.br/franca-inaugura-primeira-avenida-que-gera-energia-solar-no-lugar-do-asfalto/>. [Acesso em 29/07/2017].

-Exame Abril. Rock In Rio terá árvores de energia solar para recarregar celular. Disponível em: <http://exame.abril.com.br/tecnologia/rock-in-rio-tera-arvores-de-energia-solar-para-recarregar-celular/>. [Acesso em 28/07/2017].

 

Deixe aqui a sua opinião