A BACTÉRIA QUE DEGRADA POLITEREFTALATO DE ETILENO (PET)

Uma equipe de pesquisa metabólica do Instituto Superior De Ciência E Tecnologia Da Coréia (KAIST), sugeriu um mecanismo molecular que mostra a degradação do  politereftalato de etileno conhecido como PET.

Fonte: Bioretrô.

A equipe sob o Professor Sang Yup Lee do Departamento de Engenharia Química e Biomolecular e a equipe sob o Professor Kyung-Jin Kim do Departamento de Biotecnologia da Universidade Nacional de Kyungpook foram os pioneiros a desenvolverem a nova variante com degradação de PET melhorada e determinar a estrutura de cristal 3D da Ideaseellasakaiensis PETase, a bactéria que degrada o politereftalato de etileno.

Fonte: Instituto Superior De Ciência E Tecnologia Da Coréia (KAIST).

Esta pesquisa prevê um mecanismo molecular especial baseado na simulação de encaixe entre PETase e um substrato de imitador alternativo PET. Além disso, eles conseguiram construir a variante para IsPETase com atividade avançada de degradação de PET usando engenharia de proteínas estrutural.

As equipes de pesquisa investigaram como o substrato se liga à enzima e quais as diferenças na estrutura da enzima resultam em atividade de degradação de PET significativamente maior em comparação com outras cutinases e esterases. Assim a IsPETase se torna altamente atrativa para aplicações industriais, em relação a reciclagem de resíduos de PET.

O professor Lee disse: “A poluição ambiental dos plásticos continua a ser um dos maiores desafios do mundo com o aumento do consumo de plásticos. Construímos com sucesso uma nova variante de degradação de PET superior com a determinação de uma estrutura cristalina de PETase e seu mecanismo molecular degradante. A tecnologia ajudará estudos adicionais para engenharia de enzimas superiores com alta eficiência degradante. Esse será o tema dos projetos de pesquisa em andamento da nossa equipe para enfrentar o problema da poluição ambiental global para a próxima geração “.

Fonte: KoreaPost, Korean Culture.

Fonte: https://www.eurekalert.org/multimedia/pub/161723.php

Deixe aqui a sua opinião