ENGENHARIA QUÍMICA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS TESTAM A QUALIDADE DO MEL EM BLUMENAU

FURB – Universidade Regional de Blumenau

Um projeto do curso de Engenharia de Alimentos e Engenharia Química da Furb, em parceria com a Epagri analisou a qualidade do mel produzido por onze apicultores de Blumenau. Tal análise avaliou características como a umidade e alguns compostos do mel, verificando se havia alguma adulteração, levando em consideração a regulamentação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

A secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Empreendedorismo (Sedec), que custeou os reagentes usados na análise, informa que o resultado da pesquisa foi positivo, pois confirmou que o mel produzido na cidade está dentro dos padrões exigidos por lei.

Fabiana Maratelli, a agrônoma responsável pelo projeto, explica que o teste de qualidade avaliou se as amostras de mel são aptas para consumo e se possuíam ou não adulteração,  como também permitiu a análise do tipo de mel e a porcentagem de açúcar utilizados nas produções. Um dos testes realizados provou a presença ou não de hidroximetilfurfural (HMF), uma substância tóxica para o organismo humano que pode se formar no processo de descristalização do mel se a temperatura ideal para o procedimento não for respeitada.

O objetivo da pesquisa é buscar novos conhecimentos nesta área e maior valorização do mel da região, de acordo com a professora do curso de Engenharia de Alimentos, Lisiane Fernandes. A professora ainda garante que a pesquisa terá continuidade para que sejam analisadas outras propriedades do mel.

O MEL DE BLUMENAU

O mel produzido em Blumenau também é conhecido por mel silvestre, pois a florada é nativa das matas características da região. Além disso, a produção da região é multifloral, pois não existe a predominância de nenhum tipo de pólen específico.

A produção do mel segue um padrão, mas não uma uniformidade. Há variações no processo conforme diferentes condições de altitude e formações florestais.

Fonte: https://omunicipioblumenau.com.br/pesquisa-avalia-qualidade-mel-produzido-em-blumenau/

Deixe aqui a sua opinião