BEBIDAS E ENGENHARIA QUÍMICA: COROTE

COROTE

Gostosa, prática e acessível, é um sucesso! Pioneira no segmento, a Cachaça Corote virou sinônimo da categoria.
Ela é encontrada nas versão 500ml em embalagem PET.

COROTE SABOR

Coquetel Corote é elaborado com vodka tridestilada. Toda a qualidade de uma marca agora em três sabores irresistíveis! Pêssego, Morango e Limão.

Produzida pela Missiato Indústria e Comércio Ltda (SP) o “Corote” ou “corotinho” é encontrada na versão 500ml em embalagem PET. Vendida por R$ 3,50, R$ 4,00 em mercados e bares é uma pinga consumida por milhares de jovens e trabalhadores pobres em todo o país. Também conhecida como “barrigudinha”, tem efeito devastador, segundo médicos, assistentes sociais e consumidores. O “Corote” tem agravado a situação de moradores de rua e usuários de crack. Meio litro de pinga barata com alto teor alcoólico ajuda à disfarçar o frio e a fome.

Vamos falar primeiro da procedência da fabricação. A bebida, Corote Sabores, informa em seu rótulo possuir teor alcoólico de 13,5%, muito bem abaixo de bebidas destiladas como uísque e vodka, que giram próximo dos 40%. Outro fator a ser considerado é que a bebida pertence a uma fábrica que atua desde 1958, com registro no Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Trata-se de uma empresa que deve passar por vários testes e inspeções de seus produtos, o que praticamente já elimina a possibilidade de alteração da graduação alcoólica ou de algum componente que venham a “drogar” o consumidor.

Claro que isso não evita que possam aparecer no mercado réplicas falsificadas, os famosos “fundo de quintal”, que fogem totalmente desse padrão de controle de qualidade acima. Mas aí é fácil de identificar, basta que você escolha comprar em estabelecimentos de ótima procedência e confiança.

 

A culpa não é do Corote

Analisando agora o fato de que existe vários relatos de bebedeira associada a esta bebida, trago agora a possibilidade da culpa para o consumidor. Vejamos um cálculo bem simples. Cada embalagem da bebida contém 500 ml. Convertendo em porcentagem de álcool, comparado a um uísque de 40%, é como se cada embalagem de Corote equivalesse a 170 ml de uísque, vodka ou aguardente de cana.

Levando em conta que a bebida é de sabor doce e agradável, o seu consumo acaba sendo de forma bastante acelerado. E, tomando como base o cálculo acima, se uma pessoa toma em uma ou duas horas três garrafinhas, é como se ela tivesse ingerido meio litro de uísque, vodka ou aguardente de cana em muito pouco tempo.

Conclui-se que o consumo acelerado da bebida oferece, em um pouco espaço de tempo, muita quantidade de álcool para o seu organismo absorver, e ao mesmo tempo, tentar eliminar. Isso faz com que os efeitos do álcool sejam bastante potencializados. Ou seja, o problema jamais esteve na bebida, e sim no comportamento do consumidor.

Para saber mais clique aqui ou aqui.