TIPOS DE VIDRO

Sua História

O vidro é feito de uma mistura de matérias-primas naturais. Conta-se que ele foi descoberto por acaso, quando, ao fazerem fogueiras na praia, os navegadores perceberam que a areia e o calcário (conchas) se combinaram através da ação da alta temperatura. Há registros de sua utilização desde 7.000 a.C. por sírios, fenícios e babilônios.

Hoje o vidro está muito presente em nossa civilização e pode ser moldado de qualquer maneira: nos pára-brisas e janelas dos automóveis, lâmpadas, garrafas, compotas, garrafões, frascos, recipientes, copos, janelas, lentes, tela de televisores e monitores, fibra ótica e etc.

As matérias-primas do vidro sempre foram as mesmas há milhares de anos. Somente a tecnologia é que mudou, acelerando o processo e possibilitando maior diversidade para seu uso.

Composição

O vidro é composto por areia, calcário, barrilha (carbonato de sódio), alumina (óxido de alumínio) e corantes ou descorantes.

-72% de Areia.

-11% de Calcário.

-14% de Barrilha.

-2% de Alumina.

-1% de Corantes ou Descorantes.

Tipos de Vidro

Existem muitos tipos de vidros que apesar de partirem da mesma base, possuem composições diferentes, de acordo com a finalidade a que se destinam.

Vidro Plano: Vidro plano é um tipo de vidro produzido em chapas comumente utilizado em janelas, portas, paredes transparentes e para-brisas de veículos.

Vidro Float: Vidro float é uma folha de vidro produzido através de uma massa de vidro fundido flutuante sobre um leito de estanho liquefeito. Este método dá a espessura uniforme da chapa e superfícies muito planas, com faces perfeitamente paralelas.

Vidro impresso: O vidro impresso é um vidro plano translúcido, incolor ou colorido, que recebe a impressão de um padrão (desenho) quando está saindo do forno. É usado na construção civil, eletrodomésticos, móveis, decoração e utensílios domésticos.

Vidro de segurança: Vidro plano cujo processamento de fabricação reduz o risco de ferimentos em caso de quebra. Existem três tipos de vidro de segurança: temperado, laminado e aramado. Todos possuem características específicas que permitem a eles ser classificados como tal, diferenciando – se dos demais.

Vidro Temperado: Vidro de segurança que apresenta resistência térmica e mecânica cerca de cinco vezes maior que os demais vidros. Além disso, quando quebra, o vidro se estilhaça em pequenos pedaços não pontiagudos e muito menos cortantes que o vidro comum, reduzindo substancialmente o risco de ferimentos ao usuário.

Vidro Laminado: Vidro composto por duas ou mais peças de vidro intercaladas com uma camada intermediária. O fator de segurança se dá pela elasticidade do material, garantindo resistência e no caso de quebra, cacos de vidro não se desprendem do material. A superfície do vidro permanece intransponível.

Vidro Aramado: Vidro de segurança que possui em seu interior uma malha quadriculada de arame de aço, que retém os cacos no caso de quebra, impedindo que se projetem no ar ou criem pontas perfurantes. Por manter sua integridade física após a quebra, o aramado, assim como o laminado, não pode ser transpassado, de modo que mesmo com o choque, não há como uma pessoa cair através dele.

Vidro acústico: impedem que os ruídos passem de um ambiente para outro. Esse conforto sonoro pode ser obtido através de duas soluções: vidro laminado acústico e o vidro duplo (ou insulado).

Vidro laminado acústico: É um vidro laminado com um PVB especial (acústico) e por isso funciona como um excelente isolante acústico. É um produto inovador que garante uma poderosa proteção contra ruídos.

Vidro duplo ou insulado: É o conjunto de dois vidros separados por uma camada de ar ou gás, conferindo redução na propagação de som, na entrada de calor e uma infinidade de combinações decorativas.

Vidro Blindex®: Vidro temperado de 6, 8 e 10mm fabricado pela Cebrace e temperado por 15 franqueados Blindex® distribuídos em todo o Brasil.

Vidros especiais: Com avanço tecnológico na criação de micro camadas surgiram inúmeros tipos de vidros especiais. Na realidade, esses vidros possuem camadas de diversos tipos de materiais diferentes, camadas essas de dimensões microscópicas, que oferecem diversas características diferenciadas ao vidro. Tipos de vidros especiais: controle solar, autolimpante, baixa reflexão e baixo-emissivo.

Existem dois tipos de vidros coloridos: pintado e serigrafado.

Vidro pintado: Produzido a partir de um vidro float, recebe na linha de produção uma pintura especial, o que lhe confere, além do acabamento colorido e de alto brilho, maior resistência.

Vidro serigrafado: No processo de serigrafia do vidro é feita a aplicação de uma tinta vitrificante (esmalte cerâmico) no vidro comum, incolor ou colorido na massa. Em seguida esse vidro passa por um forno de têmpera onde os pigmentos cerâmicos passam a fazer parte dele.

Vidro extra clear: É um vidro extremamente transparente, ou seja, sem o tom esverdeado comum nos vidros incolores. Isso ocorre porque em sua composição há uma concentração menos de óxido de ferro.

Espelho: Espelhos são produzidos a partir de um vidro float que recebe uma camada a base de prata. Em seguida essa camada é protegida por camadas de tinta.

Vidro acidado: São vidros tratados com ácido e com aparência esbranquiçada.

Vidro resistente ao fogo: Os vidros resistentes ao fogo, sem malha metálica, são vidros laminados compostos por várias lâminas intercaladas com material químico transparente, que se funde e dilata em caso de incêndio. Essa reação se ativa quando a temperatura de uma das faces do vidro atinge 120ºC.

Produção

Toda a matéria-prima é levada a um misturador. A mistura resultante é levada ao forno de fusão, onde, sob o efeito do calor, se transforma em vidro e é conduzido às máquinas de conformação, que são utilizadas de acordo com o tipo de vidro que se pretende obter. Após conformada, a peça de vidro deve ser recozida, isto é, deve ser esfriada lentamente até a temperatura ambiente, aliviando, desta forma, as tensões que normalmente surgem durante a conformação e tornando a peça mais resistente.

Para saber sobre outros tipos de vidro clique aqui.

Para saber mais clique aqui ou aqui.

Deixe aqui a sua opinião