TINTAS ORGÂNICAS – UMA ALTERNATIVA ECOLÓGICA E SAUDÁVEL AS TINTAS SINTÉTICAS.

Grande parte das tintas vendidas nos mercados apresentam em sua composição os chamados compostos orgânicos voláteis (VOCs) e metais pesados que prejudicam a saúde e o meio ambiente. As tintas convencionais são, geralmente, a parte mais poluente da construção. Pensando nisso e na procura por empreendimentos sustentáveis, a indústria de tintas começou a investir em produtos considerados “amigos do meio ambiente”.

São as chamadas tintas ecológicas que vem se tornando uma ótima alternativa no mercado para revestir superfícies. São feitas com matérias-primas naturais que não possuem componentes sintéticos ou substâncias derivadas do petróleo. As tintas ecológicas possuem até normas internacionais, como por exemplo, ao apontar que a COVs (Quantidade de compostos orgânicos voláteis) e componentes vindo do petróleo não ultrapasse 0,1% do volume total.

As tintas ecológicas podem ser divididas em três tipos: minerais, vegetais ou com insumos naturais que acrescenta a caseína, ligante que se extrai da proteína do leite, e variam de acordo com sua composição. Portanto, para ser considerada tinta ecológica, o produto deve ser:

  • Isento de COVs;
  • Isento de pigmentos à base de metais pesados;
  • Isento de fungicidas sintéticos;
  • Isento de derivado do petróleo;

Essas tintas, embora sejam de 10 a 20% mais caras que as tintas tradicionais, não possuírem conservantes, fazendo com que a data de validade seja menor, não tendo produtos químicos em sua composição, demorando mais tempo para secar depois da aplicação, tem como principais vantagens não poluírem a atmosfera, não destruírem a camada de ozônio e não agredirem o meio ambiente, também não oferecem risco à saúde de quem aplica a tinta e de quem habita o ambiente que recebe a pintura e permitem que a parede “respire” e controle a umidade do ambiente, contribuindo para que não sejam gerados fungos e mofo.

Para ser considerada uma tinta orgânica, o ciclo de vida da tinta é avaliado desde o consumo de energia até consumo de água, embalagens, descarte e reciclagem de materiais e insumos, de maneira que realmente seja ecologicamente correta. Até mesmo a quantidade de solventes e produtos de limpeza que são utilizados para limpeza dos recipientes que fabricam a tinta são levados em consideração no momento da mesma ser classificada como natural.

As tintas ecológicas tem boa funcionalidade na cobertura e aderência em diversas superfícies, existem em diversas cores, com baixo odor e podem ser aplicadas em ambientes internos e externo exatamente como as tintas tradicionais.

O presente texto pertence ao autor e não deve ser reproduzido sem autorização da BetaEQ e do mesmo.

Autoria de: Paula Schneid Alves 

Estudante de Engenharia Química da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) – RS

Fonte: Tintas ecológicasO que são tintas ecológicas ou naturais?; Tintas ecológicas ganham espaço no mercado; Tinta ecológica: conheça e aplique;

Deixe aqui a sua opinião