CORROSÃO – O QUE É, E POR QUÊ ELA OCORRE?

Corrosão é um termo químico definido como o processo de destruição total, parcial, superficial ou estrutural de um determinado material, geralmente metálico, causada por uma reação de oxirredução  com o meio em que este se encontra.

Uma Reação de oxirredução é aquela em que ocorre transferência de elétrons entre os átomos evolvidos, e envolve dois processos químicos, a oxidação e a redução. A oxidação é o processo de retirar elétrons de um átomo; já o processo de redução ocorre quando um elétron é adicionado a um átomo. O processo da oxidação ocorre em uma área conhecida como ânodo. No ânodo, os átomos carregados positivamente deixam a superfície sólida e entram em um eletrólito como íons. Os íons tendem a deixar sua carga negativa correspondente na forma de elétrons do metal, que se transportam do local do cátodo através de um caminho condutivo. No cátodo, a reação de redução correspondente ocorre e consome os elétrons livres. O balanço elétrico do circuito é restaurado no cátodo quando os elétrons reagem para neutralizar os íons positivos, tais como íons de hidrogênio, no eletrólito.

A corrosão está muito presente em nossa sociedade, isso pode ser notado ao nosso redor, nas latarias dos automóveis, nas cadeiras metálicas, nos portões, nas indústrias, equipamentos e máquinas industriais e em outras superfícies metálicas, ela representa grandes perdas econômicas, pois a corrosão está relacionada à diminuição do tempo de vida de um material. Existem fatores que são capazes de acelerar o processo. Um exemplo disso é a presença de gás carbônico (CO2), dióxido de enxofre (SO2) e outras substâncias ácidas no ar, ambientes salinos, como o mar e seus arredores, também contribuem para o processo de corrosão porque aumentam a condutividade elétrica.

Existem três formas de o meio agir sobre o material, degradando-o; por isso, a corrosão é classificada em: Eletroquímica, Química e Eletrolítica.

  • Corrosão Eletroquímica:

Esse é o tipo de corrosão mais comum, pois é a que ocorre com os metais, geralmente na presença de água. Ela pode se dar de duas formas principais:

  1. Quando o metal está em contato com um eletrólito formando uma pilha de corrosão, é o caso da ferrugem.
  2. Quando dois metais são ligados por um eletrólito, formando uma pilha galvânica.
  • Corrosão Química:

É o ataque de algum agente químico diretamente sobre determinado material, que pode ou não ser um metal. Ela não precisa da presença de água e não há transferência de elétrons como na corrosão eletroquímica. Por exemplo, temos quando solventes ou agentes oxidantes podem quebrar as macromoléculas de polímeros (plásticos e borrachas), degradando-os, e o concreto armado de construções pode sofrer corrosão com o passar do tempo por agentes poluentes.

  • Corrosão eletrolítica:

É um processo eletroquímico que ocorre com a aplicação externa de uma corrente elétrica. Esse processo não é espontâneo, ao contrário dos outros tipos de corrosão mencionados acima. Quando não há isolamento ou aterramento, ou estes estão com alguma deficiência, formam-se correntes de fuga, e quando elas escapam para o solo formam-se pequenos furos nas instalações. Isso geralmente acontece em tubulações de água e de petróleo, em canos telefônicos e de postos de gasolina.

Existem formas de proteger um metal da corrosão que é revesti-lo com metais que tenham maior potencial de oxidação, assim, o metal do revestimento se oxida primeiro e retarda a oxidação do outro, são os chamados metais de sacrifício e o magnésio é um ótimo exemplo desses metais, muito utilizado no recobrimento de tanques de aço, navios e oleodutos. Outra medida muito frequente de combater a corrosão é a pintura com tintas especiais. Quando bem aplicada, a tinta forma um filme protetor que evita o contato do metal com o ar, impedindo a formação de ferrugem.

O presente texto pertence ao autor e não deve ser reproduzido sem autorização da BetaEQ e do mesmo.

 Autoria de: Paula Schneid Alves 

Estudante de Engenharia Química da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) – RS

Fonte: Tipos de CorrosãoCorrosãoComo acontece a corrosão;

Deixe aqui a sua opinião