AS PRINCIPAIS HABILIDADES REQUISITADAS AOS ENGENHEIROS QUÍMICOS

A Engenharia Química é uma profissão que oferece uma série de possibilidades aos profissionais da área. Entre elas estão a elaboração de projetos, a operação industrial e o desenvolvimento de processos de transformação de natureza físico-química.

Assim, o engenheiro químico é o profissional qualificado para vivenciar cada uma dessas etapas, participando dos processos que vão desde a fase da concepção dos produtos até o controle da qualidade. O aprimoramento técnico ocorrerá com o exercício da profissão, durante a análise de novos problemas e o desenvolvimento das relações pessoais. Um dos desafios dessa profissão é aliar preservação ao meio ambiente, obediência à legislação e redução de custos.

Os engenheiros podem também trabalhar com pesquisa e desenvolvimento, atividade na qual ele deve buscar inovações que ajudem a criar ou aperfeiçoar produtos, tornando-os viáveis técnica e economicamente.

De maneira geral, podemos dizer que o engenheiro químico precisa unir capacidade analítica, pensamento lógico e senso prático em suas ações no dia a dia. Para dar conta de tantas atribuições, é esperado que o profissional tenha algumas habilidades tais como:

Capacidade de trabalho em equipe – pois a atuação do engenheiro químico envolve pesquisas que dependem de outros profissionais para serem efetivas. Para que a meta de produtividade seja alcançada, o clima no ambiente de trabalho precisa ser bom, uma equipe entrosada é a chave para a superação das expectativas a cada atividade realizada;

Planejamento e Organização – Planejar e organizar são ações fundamentais para a indústria química, e através delas é possível definir prioridades e, dessa forma, ser mais eficiente na busca por resultados. Ao planejar a mudança e organizar as atividades da equipe, o engenheiro estará desenvolvendo os novos procedimentos que permitirão à empresa mudar a sua forma de operar, sem perder a sua capacidade de evoluir e adaptar-se à nova realidade;

Comprometimento e Foco no resultado – Um profissional que atua na área técnica de uma indústria deve sempre ser focado na consolidação das metas que foram alinhadas. Uma vez estabelecidos os objetivos com clareza para a equipe, ela irá usar todo o conhecimento, experiência e tempo disponíveis para superar as metas propostas e estabelecer novos níveis de competitividade. Na vida profissional, um engenheiro estará sempre focado em cumprir suas metas, envolvendo todos os membros de sua equipe nesta caminhada;

Criatividade e Formação multidisciplinar – Ao exercer suas atividades cotidianas, um engenheiro químico precisa ser bastante criativo. Para resolver os problemas é necessário observar os comportamentos, estudar os procedimentos existentes, tratar os desvios encontrados, identificar e eliminar a causa raiz dos problemas, estabelecer os novos padrões de processo e indicadores operacionais, detalhar os planos de ação e solicitar recursos para melhorias e treinamento. Para gerenciar as pessoas e analisar os processos é preciso ter uma formação multidisciplinar e usar o trabalho em equipe para gerar diferentes alternativas técnicas viáveis.

Visão sistêmica e Capacidade de análise de processos – Um profissional com visão sistêmica de um processo químico conseguirá avaliar todos os elos da cadeia produtiva, desde o suprimento dos recursos, passando pelo processamento industrial e consolidando a entrega dos produtos no mercado. Explorar todos estes horizontes é importante, pois todo o fluxo de decisões e os diversos relacionamentos comerciais estão diretamente conectados.

Comunicação e Poder de síntese – Ao trabalhar com uma equipe, a comunicação sempre precisará ser clara e direta. O engenheiro frequentemente assume responsabilidades corporativas, liderando projetos a nível nacional e internacional. Para trabalhar longe das pessoas, em redes de cooperação, é importante ter capacidade de comunicação e poder de síntese. As falhas de comunicação ou a incerteza sobre os critérios para execução das atividades planejadas é inadmissível no exercício da engenharia moderna, pois representam desperdício de tempo e dinheiro das pessoas envolvidas.

Liderança e Ética – O engenheiro precisa de resiliência, motivação, dedicação, superação e muita energia para conduzir pessoas por trajetórias de crescimento pessoal e coletivo. Ao tratar com respeito as pessoas, ao demostrar a preocupação com as necessidades de desenvolvimento da equipe, ao transmitir uma mensagem de comprometimento com uma causa, o líder só será admirado se tiver a ética como pilar de relacionamento em todas as suas decisões.

Rapidez de raciocínio, habilidade com cálculos e sistemas informatizados são características muito desejáveis, além da disciplina para se manter atualizado em meio à evolução da tecnologia. A capacidade de trabalhar sob pressão e controlar situações adversas rapidamente também é um diferencial competitivo.

Enfim, trata-se de uma profissão que, além de desafiadora, oferece boas condições para alcançar o sucesso profissional. Nesse caso, o caminho é um só, o aperfeiçoamento constante.

Fonte: Engenharia química: o que faz? Você tem o perfil certo; Engenheiro químico: entenda o dia a dia de trabalho do profissional; As habilidades desejáveis para o engenheiro químico.