CONTROLE DE QUALIDADE – DA CRIAÇÃO ATÉ O PRODUTO FINAL

Prezar pela gestão da qualidade é fundamental para a satisfação dos clientes de uma empresa. Implementar técnicas de controle de qualidade é uma tarefa que envolve todos os níveis da organização – desde a diretoria até os operadores. Com a democratização da internet e a globalização, os clientes têm acesso a diferentes empresas e um turbilhão de ofertas. E quem coloca a qualidade do produto e do atendimento em primeiro lugar ganha clientes.

O controle de qualidade é um sistema adotado para medir a qualidade de serviços e produtos de acordo com as especificações técnicas, muito comum em empresas industriais para a definição e padronização dos produtos produzidos. Esse setor atua desde a criação de um projeto, até o produto final. Essa é uma técnica que considera acima de tudo o cliente e o consumidor final do produto, preocupando-se com uma boa relação de compra e venda, considerando atender as expectativas dos clientes.

Por muito tempo, as lideranças empresariais acreditavam que controlar a qualidade de produtos e serviços significava procurar por defeitos. Dessa forma, muitas empresas tinham por controlar qualidade como inspecionar possíveis falhas e defeitos nas entregas. No entanto, essa é uma abordagem extremamente limitada, pois esse é um conceito que vai além do tratamento corretivo de problemas.

Em 1956, o expert em qualidade Armand Feigenbaum, conceituou o termo “controle da qualidade total”. Segundo ele, o envolvimento em conjunto das pessoas com o trabalho influenciava muito no produto final.

  • O conceito de Feigenbaum aponta que controle da qualidade envolve:
  • Orientação ao cliente;
  • Qualidade no serviço, atendimento e produto;
  • Controles de processos;
  • Investigação das causas;
  • Identificação das necessidades do cliente;
  • Evitar erros já cometidos anteriormente.

Para implantar um controle de qualidade em uma empresa, existem algumas ações que são respeitadas, como:

1. Gerência participativa

Para alcançar um controle de qualidade total, os líderes devem estar dispostos a ouvir, motivar, delegar e informar funcionários. Eles precisam formar equipes funcionais de trabalho. A participação de todos dentro de uma empresa na busca por soluções melhora o convívio com clientes e fornecedores.

2. Comunicação transparente

Qualquer problema ou equívoco na produção precisa ser comunicado imediatamente entre a equipe produtiva. É fundamental que uma empresa tenha um sistema de comunicação integrada. Além disso, os objetivos da empresa devem ser comunicados até para os seus clientes, que devem conhecer sua missão e visão.

3. Satisfação do cliente

A satisfação do cliente começa com um atendimento personalizado e de qualidade, focado nas necessidades e especificações.

4. Treinamento para a equipe

A valorização e capacitação dos funcionários é essencial para o controle de qualidade. Motivar a satisfação no ambiente de trabalho ajuda a aumentar o potencial e a iniciativa.

5. Aperfeiçoamento

Uma empresa que deseja ter qualidade total deve antecipar as necessidades de seus clientes, comprometendo-se a melhorar e inovar constantemente. Isso pode ser alcançado com a introdução de novas tecnologias e a utilização de indicadores de desempenho.

6. Solucionar falhas

Erros acontecem, mas não devem ser ignorados. Ações corretivas devem ser introduzidas em casos recorrentes, pois isso pode levar à prevenção de novos erros, o que é muito mais barato do que consertá-los.

7. Garantia da qualidade documentada

Para alcançar um controle de qualidade total, os processos devem ser sistematizados e as ações devem ser planejadas. Ter tudo documentado permite que dados sejam encontrados.

Existem algumas ferramentas que podem ser utilizadas isolada ou conjuntamente para fazer o controle de qualidade com maior efetividade, analisando profundamente cada um de seus processos, produtos e sistemas, a fim de identificar e solucionar problemas. Tais como: ferramentas de controle de qualidade, fluxogramas, diagramas de Pareto, gráficos de controle, diagramas de dispersão e histogramas. É preciso que o gestor saiba escolher aquelas que se adaptam às necessidades da empresa.

O controle da qualidade é necessário não só para que um produto seja atrativo no mercado, mas para que também não prejudique o consumidor final. Este é o principal caso das indústrias de alimentos e de medicamentos. Para melhores garantias da qualidade, tanto para os consumidores quanto aos produtores existem órgãos nacionais e internacionais que regulam a qualidade nas empresas. Entre os principais exemplos estão as normas ISO 9000 e ISO 9001, que especificam as regras para implementação da qualidade e certificam as empresas que as seguem.

Referências

Controle de qualidade é fundamental para a satisfação dos clientes

Controle de qualidade

Por que o controle de qualidade é fundamental para as empresas