PRODUÇÃO DE UREIA E SUA APLICAÇÃO EM COSMÉTICOS

A ureia é um composto incolor, insípido e inodoro à temperatura ambiente. Possui densidade 1,32 g/cm³ e solubilidade em água em 20˚C igual a 1080 g/L. Também possui como característica o ponto de fusão na faixa entre 133-135˚C e não possui ponto de ebulição, em razão de se decompor antes de atingir a temperatura para que entre em ebulição. É um composto orgânico com ação hidratante, queratolítica e antibacteriana. Atua solubilizando ou desnaturando as proteínas.

Os processos industriais atuais são baseados em duas principais reações. Na primeira reação, há formação do carbamato de amônio através da reação entre dióxido de carbono e amônia liquida. Na segunda reação, o carbamato de amônia é desidratado para formar a ureia. Ambas as reações são reversíveis, portanto, o equilíbrio depende de fatores como temperatura, pressão e concentração de componentes. A formação da ureia ocorre apenas na fase líquida, de forma que o processo tenha que manter a temperatura entre 170 e 200ºC e pressão entre 140 e 250 atm.

Fonte: (COPPLESTONE, KIRK, 2018)

A ureia é um ativo utilizado principalmente em cosméticos em decorrência do seu alto poder de hidratação, pois ela tem a capacidade de se ligar às moléculas de água dentro das células e reter a umidade na pele; sendo sua principal aplicação no tratamento de peles secas. Além disso, também estimula a produção de colágeno, garantindo mais elasticidade e evitando a flacidez.

Seu uso pode ser ainda mais amplo, sendo utilizada na composição de shampoos, condicionadores e hidratantes corporais. Segundo o parecer técnico nº7 da Anvisa de 2005, a concentração máxima de ureia nos produtos cosméticos deve ser de 10%. O uso acima do permitido pode causar danos a saúde como: edemas, hipersensibilidade, lesões e dermatites na pele e irritação nos olhos. Além disso, os produtos não são recomendados a mulheres grávidas, pois a ureia possui capacidade de atravessar facilmente a barreira placentária, podendo vir a trazer problemas de desenvolvimento do feto.

REFERÊNCIAS

Saiba tudo sobre os cuidados com a ureia em cosméticos

Ureia hidratante

COPPLESTONE, J. C., & KIRK, C. M. Ammonia and urea production. 2018.

JOSÉ, A. C. S. A. et al. Processo de síntese industrial de ureia: Uma revisão de literatura. Instituto Federal De Educação, Ciências E Tecnologia Da Bahia – Departamento De Eletro-Eletrônica Coordenação De Automação. Salvador – BA. 2013.

SILVA, A. M. et al. Ureia: Síntese do Carbamato de Amônia. Projeto FEUP 2014/2015. Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Porto. 2014/2015b.

SHREVE, R. N.; JUNIOR, J. A. B. Indústrias de Processos Químicos. 4 ed. Rio de Janeiro: Editora LTC, 2014.