SILÍCIO NO CORPO HUMANO E NA ESTÉTICA

O silício é um dos elementos mais abundantes encontrados na terra, ficando atrás somente do oxigênio, como já visto no texto a Importância do silício. Além de ser empregado em materiais tecnológicos, refratários e na área da saúde, esse mesmo elemento é de fundamental importância para o organismo humano e para a estética.

Fonte: Viver natural

Conforme a fisioterapeuta Eliza Harada, a quantidade de silício no organismo humano é alta nos primeiros anos, no entanto, quando chega aos 20 anos de idade, o percentual desse elemento começa a decrescer, tendo uma redução de até 80%. É possível encontrá-lo nos ossos, pâncreas, músculos, fígados, rins e no coração. Ele ainda

“é responsável por estimular a síntese do colágeno e da elastina, e também atua na mineralização óssea, ou seja, ele é essencial para o crescimento, a formação de cartilagens, articulações e da pele. Além disso, atua sobre os radicais livres, com seu alto potencial antioxidante e hidratante.”

Elementos essenciais presentes na constituição do ser vivo
Fonte: Slide player

Dessa maneira, torna-se essencial fazer a suplementação desse elemento, através da sua forma orgânica, podendo ser em cápsulas ou por intermédio de legumes e cereais, embora a concentração seja menor em alimentos. Os alimentos mais ricos em silício são:

  • Frutas: maçã, laranja, manga, banana;
  • Legumes: repolho cru, cenoura, cebola, pepino, abóbora;
  • Frutas oleaginosas: amendoim, amêndoas;
  • Cereais: arroz, milho, aveia, cevada, soja;
  • Outros: peixe, farelo de trigo, água com gás.

Alimentos rico em silício
Fonte: Tua saúde

O uso da suplementação do silício não apresenta nenhum risco ou contraindicação, pois além de ser um elemento natural, já se encontra presente em nosso organismo. No entanto, é recomendado procurar recomendações médicas se optar por fazer o uso do silício orgânico em cápsulas. Ademais, é indicado ingeri-lo após os 20 anos de idade, pois é a partir daí que os índices começam a reduzir. Consulte sempre seu médico e não pratique a automedicação.

Silício em cápsulas
Fonte: Dicas de mulher

O Silício orgânico tem boas contribuições quanto à prevenção contra o envelhecimento, pois possui ação regeneradora e reestruturante da pele; melhora a saúde da pele, promovendo elasticidade, fortalece os cabelos e promove o crescimento e fortalecimento das unhas; previne doenças ligadas aos ossos, como por exemplo a osteoporose; auxilia em tratamentos de acnes e combate os radicais livres com suas propriedades antioxidantes.

Fonte: NatusVita

Há doenças ligadas diretamente com a falta desse elemento, como por exemplo a diabete, pois se a concentração estiver abaixo do normal, poderá ocasionar um distúrbio metabólico crônico; o risco de crises vasculares aumenta; a fragilidade óssea cresce; surgimento de doenças alérgicas.

Em contra partida, o excesso também o torna perigoso, mas, esse é mais difícil de ocorrer. O excesso pode ocasionar pedras nos rins, doenças articulares e lesões do trato respiratório superior.

O silício é um elemento vital para o ser humano, desde para o seu desenvolvimento quanto para prevenção de doenças e envelhecimento. Além da sua importância, é fácil de obtê-lo, pois se faz muito presente em alimentos ingeridos no dia a dia, como no arroz e em algumas frutas e legumes.

REFERÊNCIAS

Silício orgânico: veja os benefícios da nova “fórmula da juventude”

Silício no corpo humano