BetaEQ Talks – GESTOR DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NA RAÍZEN

O entrevistado de hoje é Erivelton de Assis Viana, que atua como gestor de operações industriais na Raízen na cidade de Valparaíso, em São Paulo.

ENTREVISTA

1. O que te levou a estar na Raízen e a ocupar a posição em que atua hoje?

Era prioridade para mim iniciar a minha carreira em uma empresa que tivesse valores alinhados com os meus. E na Raízen eu vi esse Match acontecer. Tenho o propósito de poder impactar o mundo através do meu trabalho e aqui eu consigo alcança-lo, quando, diariamente, exercendo o meu trabalho, eu entrego produtos de qualidade para as pessoas, seja através do combustível do seu carro, do açúcar do seu café ou da energia da sua casa.

2. Existe alguma formação específica para o cargo de Gestor de Operações Industriais?

Para o cargo precisa ter concluído ou estar cursando um curso superior.

3. Quais são as principais funções desse cargo?

Aqui na Raízen sou responsável pelo monitoramento e contenção de perdas do processo. Faço na unidade a gestão de indicadores da produção, levantando os desvios e desenvolvendo ações para tratar a falha. Cuido também da operação industrial em todos os seus âmbitos promovendo a integração entre os setores, atuando como mediador entre as áreas o que garante a maior comunicação entre eles. Neste momento, desenvolvo projetos que visam aumentar a eficiência da unidade tanto produtiva quanto energética. Além dessas atividades, trabalho com a execução de diversas ferramentas de segurança que a companhia detém exercendo, portanto, a gestão de SSMA.

4. Qual o número de pessoas envolvidas na área de Operações Industriais?

A Indústria da unidade que pertenço possui cerca de 300 pessoas todas distribuídas entre os setores de Extração, Tratamento de Caldo, Fábrica de Açúcar, Destilaria, Geração de Vapor e Energia.

5. Quais são os maiores desafios dentro da sua área de atuação?

No Brasil, o processo de produção de açúcar e álcool é bastante antigo e ao longo dos anos sofreu muitas modificações. Talvez o maior desafio seja inovar em um processo já bem consolidado, com soluções que busquem mais eficiência.

6. Suas atividades te permitem ter contato com a área de P&D?

Durante todo o tempo estamos buscando vencer desafios e inovar no desenvolvimento de melhorias para o processo de produção de álcool, açúcar e bioenergia.

7. Em que estágio está a fábrica no quesito automação?

A nossa fábrica de açúcar recebeu uma ampliação há poucos anos e com isso veio a oportunidade de automação do setor. Grande parte das operações da Fábrica de açúcar são controladas pelo COI (Centro de Operação Integrado). Este é o setor onde ficam reunidos todos os controles da planta industrial e lá cada área possui um operador de COI que controla as operações com o auxílio do operador do campo.

8. Qual o impacto da Raízen no Brasil?

A Raízen, Join Venture entre Shell e Cosan, é a 4ª maior empresa em faturamento e 2ª maior distribuidora de combustíveis do Brasil. O grupo possui 26 unidades de produção de açúcar, etanol, bioenergia, 1 planta de Etanol 2G e 1 refinaria. Além disso, possui 68 terminais de distribuição e mais de 7.000 postos de gasolina no Brasil e na Argentina. 

9. Qual conselho você daria a um estudante que tenha o sonho de ingressar na Raízen?

Para fazer parte da Raízen primeiro você precisa se identificar com os valores do grupo. Ser inovador, pensar grande, comprometer-se com a ética, segurança e a sustentabilidade. É preciso ter a energia Raízen traduzida pela RAIZ. É necessário ter disposição para realizar e entregar resultados, estar preenchido do desejo de aprender, questionar e incentivar o olhar questionador e principalmente trabalhar em equipe. Se você entende que esta é a sua cultura, talvez a Raízen seja o seu lugar.

Nome: Erivelton de Assis Viana

E-mail: Erivelton.viana@raizen.com