FLUIDOS DE PERFURAÇÃO – TEXTO IV – IMPACTOS AMBIENTAIS

Muitos materiais associados às atividades de perfuração e produção de petróleo podem causar impactos ambientais, principalmente pela geração de resíduos sólidos, líquidos e gasosos.

Os fluidos de perfuração são importantíssimos nas etapas de construção dos poços, porém os fragmentos provenientes da operação de perfuração, também conhecidos por cascalhos, que são trazidos à superfície por meio do fluido de perfuração, são responsáveis por efeitos prejudiciais ao ambiente devido ao grande volume que são produzidos.

Estes resíduos passam por tratamentos para serem descartados de maneira apropriada, sendo regulamentados por normas específicas. Ao serem descartados offshore, os cascalhos se depositam sobre os sedimentos do assoalho marinho, acarretando alteração física no habitat submarino atingido pela descarga. E se forem descartados onshore, implicam em outros problemas, como, por exemplo, a contaminação de aquíferos.

Descarte de cascalho Offshore:

Os cascalhos gerados pela perfuração de poços offshore são descartados no mar, levando sempre alguma parcela de fluido agregado. Estes fragmentos se depositam sobre os sedimentos do assoalho marinho que constituem substrato das comunidades marítimas, provocando alteração física no habitat submarino atingido pela pluma de descarte. Sua presença pode provocar impactos mecânicos (soterramento e morte por asfixia) e/ou químicos (intoxicação por contaminação com componentes dos fluidos de perfuração). Podem também vir a existir efeitos crônicos dos componentes do fluido de perfuração sobre estas comunidades, que só poderão ser identificados através de monitoramento da região. Entretanto, esta técnica de descarga, apesar de possuir desvantagens, apresenta também vantagens que são exemplificadas a seguir:

Vantagens e Desvantagens da Reinjeção de Cascalhos Offshore
Fonte: https://app.uff.br/riuff/bitstream/1/1403/1/Chaya%20Bergman%20Moreira.pdf

Em algumas situações os detritos gerados não têm um tratamento adequado no local, sendo impossível sua descarga no ambiente marinho. Tendo em vista essa questão, estes terão que ser transportados para a costa para poderem ser adequadamente eliminados, é o caso do descarte onshore.

Vantagens e Desvantagens do Descarte Onshore
Fonte: https://app.uff.br/riuff/bitstream/1/1403/1/Chaya%20Bergman%20Moreira.pdf

O impacto ambiental também é causado a partir do descarte de resíduos em concentrações que não são normalmente encontradas na natureza. Estes resíduos incluem hidrocarbonetos, sólidos contaminados com hidrocarbonetos, água produzida com uma variedade de compostos dissolvidos e suspensos, e uma grande quantidade de produtos químicos. Assim, durante a perfuração de poços de petróleo e gás natural são gerados resíduos sólidos, líquidos e gasosos. Alguns parâmetros são avaliados para medir os potenciais impactos ambientais de uma substância, como: toxidade, biodegradação e bioacumulação.

A preocupação com o ambiente, com a necessidade de preservá-lo e de minimizar os impactos causados pelo homem sobre ele, é algo discutido em todo o mundo. Desta forma, as indústrias vêm desenvolvendo técnicas ambientalmente adequadas, a fim de minimizar possíveis impactos ambientais. Estas empresas, tem normas e regulamentações a cumprir, precisam ser fiscalizadas e punidas em caso de gestão inadequada, tendo em vista que os prejuízos causados por negligência podem ocasionar efeitos negativos nos seres vivos e ecossistemas de maneira irremediável.

Mais uma série de textos chega ao fim, mas continue acompanhando as redes sociais da BetaEQ que logo mais uma nova série de textos, com um assunto novo estará sendo produzida!!

Referências:

IMPACTOS AMBIENTAIS CAUSADOS PELO DESCARTE DE RESÍDUOS SÓLIDOS PROVENIENTES DA INDÚSTRIA PETROLÍFERA

UM ESTUDO SOBRE OS ASPECTOS AMBIENTAIS RELACIONADOS À UTILIZAÇÃO DE FLUIDOS DE PERFURAÇÃO EM ÁREAS OFFSHORE