A QUÍMICA POR TRÁS DOS ÓLEOS ESSENCIAIS

Os óleos essenciais são extraídos de plantas por arraste a vapor, na grande maioria das vezes, mas também pela prensagem do pericarpo de frutos cítricos, que no Brasil, dominam o mercado de exportação. São compostos principalmente de mono e sesquiterpenos e de fenil. Flores, cascas, rizomas e frutos são matérias-primas para a sua produção. Possuem grande aplicação na perfumaria, cosmética, alimentos e como coadjuvantes em medicamentos. São empregados principalmente como aromas, fragrância, fixadores de fragrâncias, em composições farmacêuticas e orais e comercializado na sua forma bruta ou beneficiada, fornecendo substâncias purificadas, como o limoneno, citral, citronelal, eugenol, mentol e safranol.

Principais componentes de alguns óleos essenciais. Fonte: Perfumes: uma química inesquecível. Disponível em: < http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc04/quimsoc.pdf>

Eles são metabólitos secundários extraídos de diversas partes de plantas, possuem composição química complexa e garante aos vegetais vantagens adaptativas no meio em que estão inseridos. A composição química dos óleos voláteis varia entre as espécies e partes de um mesmo vegetal, também varia com o local de cultivo, condições de coleta, estabilização e estocagem, além dos fatores edafoclimáticos.

Entre as diversas combinações de constituintes químicos dos óleos essenciais, podem conter agentes controladores a oxidação de alimentos e atuantes antibacteriano para as bactérias que apresentam resistência a agentes antimicrobianos, como a salmonella choleraesuis, Listeria monovytogenes, Staphykiciccys aureus e Escherichia coli. Os óleos essenciais também são pesquisados acerca de suas propriedades farmacológicas, atualmente tem-se diversos medicamentos que foram sintetizados a partir do metabólito secundário ou que este tenha servido de protótipo molecular.

A hidrodestilação é um tipo de extração na qual as técnicas envolvem destilação com água (material vegetal imerso em água líquida), destilação com água e vapor (material vegetal colocado acima do nível da água líquida) e destilação direta com vapor de água (material vegetal colocado em um recipiente onde é injetado somente vapor de água). As duas primeiras formas são as mais indicadas para extração de óleos essenciais em pequena escala e a última, a destilação direta com vapor de água é indicada para um processamento maior de material vegetal, em escala industrial.

Na destilação direta com vapor de água, as folhas da planta (ou a parte de interesse da mesma) são colocadas sobre uma placa perfurada e o vapor de água saturado e superaquecido entra e se mistura com o material cegel, rompendo os vasos do tecido vegetal, local onde estão armazenados os óleos essenciais, ocasionando a liberação dos mesmos, que por sua vez são arrastados pela corrente de vapor até o condensador, onde esse troca calor e passa do estado vapor para o líquido, sendo assim coletado na saída do condensador, como mostra a ilustração abaixo:

Fonte: Extração de óleos essenciais por arraste a vapor: sequência didática para proporcionar prendizagem de conceitos de química. Disponível em: < http://fisica.ufmt.br/pgecn/index.php/dissertacoes-e-produtos-educacionais/banco-de-produtos-educacionais/doc_download/239-joao-augusto-valetim>

Como se pode notar, os óleos essenciais tem sido usados para diversificadas aplicações, dentro na indústria farmacêutica, de alimentos e de cosméticos, devido às suas vastas características eles são bastante estudados, sendo que atualmente tem-se bastante destaque para a indústria farmacêutica.

REFERÊNCIAS:

Avaliação do teor e composição química dos óleos essenciais de três espécies de Hyptis, submetidas a diferentes velocidades e temperaturas de secagem. 

Extração de óleos essenciais por arraste a vapor: sequência didática para proporcionar aprendizagem de conceitos de química. 

Óleos essenciais de folhas de diversas espécies: propriedades antioxidantes e antibacterianas no crescimento espécies patogênicas. 

Óleos essenciais no Brasil: aspectos gerais, desenvolvimento e perspectivas. 

Perfumes: uma química inesquecível.