Produção da Lata de Alumínio

Você já parou pra pensar como é feita a lata de refrigerante ou cerveja que você compra nos supermercados, lanchonetes e restaurantes? Sabe quais são as etapas de produção até que ela chegue às suas mãos?

Quando compramos uma bebida em lata é difícil imaginar que para que ela esteja ali, nas suas mãos, cheia e lacrada, foram necessárias duas linhas de produção diferentes. Isso mesmo, a latinha é produzida em duas partes sendo elas o corpo e a tampa.

Esse processo de produção separado tem uma explicação interessante. As latas vazias, apesar de não parecer, são muito frágeis e por isso devem ser fabricadas próximas às indústrias de bebidas que vão utilizá-las. Assim, elas não precisam percorrer grandes distâncias e correr o risco de serem danificadas no percurso. As tampas, por sua vez, são mais resistentes e podem ser enviadas a qualquer lugar, inclusive para outros países.

Fonte: SABOREI.COM.

Na fabricação da tampa a primeira etapa é a prensa onde são cortados discos que são moldados de forma a garantir sua fixação no corpo da lata. Para a fixação é aplicado uma quantidade controlada de selante, sobre uma área específica da borda, para garantir que não haja vazamentos ou perda de gás.

Para finalizar, um processo meticuloso de conformação do metal agrega os relevos, o rebite que sustenta o anel e a linha de corte para abertura. O anel é feito em uma prensa. Essa fase em especial trata de processos complexos e que exigem um controle rigoroso. Um teste de luz é feito para identificar possíveis passagens e também é realizado um teste com a injeção de ar comprimido para detecção de fissuras.

Figura 1: Fluxograma do Processo de Produção de Latas de Alumínio.
Fonte: ABRALATAS, 2012.

O processo produtivo da lata começa na bobina de alumínio que tem espessura de 0,2 mm, pesa em média 12 toneladas e tem quase 1 km de comprimento e esta é  capaz de produzir mais de 2 milhões de latas. Em seguida a chapa de alumínio é posicionada na máquina de corte que é responsável pelo formato cilíndrico da lata. Na etapa seguinte, as latas são alongadas, afinadas e recebem o formato do fundo por meio de pressão.

 Ao sair da prensa as bordas superiores das latinhas são aparadas, garantindo que todas tenham o mesmo tamanho, para então prosseguir para a fase de lavagem. Na esteira de lavagem as latas recebem um banho de ácido sulfúrico diluído e depois água e sabão primeiro, para que seja retirado o excesso de óleo e, posteriormente, passam por processos químicos para esterilização.

Após serem lavadas as latas passam pelo forno de secagem e seguem para a etapa de rotulagem e posterior revestimento interno – para que a bebida envasada não tenha contato direto com o alumínio; e externo que é seco também no forno de secagem. Os últimos passos na fabricação são a moldagem da boca, para que a tampa encaixe após os envase; e o controle de qualidade, através de testes de luz e câmera para identificação de furos e desvios.

Depois de todo esse processo as latas são encaminhadas até a indústria de bebidas, por veículos adequados, onde o líquido será envasado e a tampa fixada ao corpo da lata.

REFERÊNCIAS

ABRALATAS. O Passo a Passo na Fabricação da Lata de Alumínio. Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alumínio. 2012. Acesso em: 19 jan. 2021.   

MANUAL DO MUNDO. Como é Feita a Latinha de Alumínio. 2020. Acesso em: 19 jan. 2021.

MICHELON, M. D. O. Análise do Processo de Fabricação de Latas de Bebidas com Ligas de Alumínio. Monografia. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre. 2004.