COMO SÃO PRODUZIDOS OS BALÕES DE LÁTEX

Inicialmente, os balões eram feitos de bexigas secas de animais e por isso são popularmente conhecidas como bexigas. Atualmente elas são produzidas a partir de matéria-prima – o látex; retirada da mesma árvore que fornece a borracha, a Hevea Brasiliensis ou Seringueira, espécie de planta Brasileira. Balões modernos podem ser feitos a partir de tecido de nylon.

Fonte: Instituto Agronômico, 2018.

Um balão é composto por cerca de 60% de borracha natural, extraída da árvore, e 40% de substâncias químicas que são adicionadas até alcançar um determinado nível de elasticidade e de resistência do material. Também possui corantes que garantem as cores vivas e chamativas.

O Brasil é um forte produtor de balões. Quando comparado à linha de produção americana, o processo de fabricação brasileiro é muito maior.

Inicialmente toda matéria-prima que chega é testada para investigar se estão seguindo os padrões, como por exemplo o pH, concentração e viscosidade do látex.

Após os testes de laboratório a primeira etapa é a pré-vulcanização, onde são adicionados diversos ingredientes, sendo o principal deles o enxofre que serve para conferir maior resistência à borracha. As demais substâncias ajudam na aceleração do processo.

Na segunda etapa o látex é misturado ao pigmento, enquanto isso uma boa parte dos produtos que compõem a bexiga permanecem em misturadores que se movimentam constantemente.

Já na linha de produção o primeiro passo é lavar as formas com ácido, em seguida as formas são banhadas com uma solução de água com nitrato de cálcio e carbonato de cálcio, que quando secas são o pó branco contido no balão. Sua função é evitar que o látex grude na forma.

Em seguida a forma é imersa no látex tingido. O tempo de imersão é bem calculado e exato, pois quanto mais tempo a forma estiver imersa no látex, mais grossa será a camada, o que nem sempre será vantajoso, uma vez que a bexiga não pode ser tão rígida para inflar. Assim como não deve ser muito fina, pois rasgaria com facilidade. Nessa etapa a bexiga ainda não está totalmente sólida e é chamada de gel, pois possui uma certa consistência, mas ainda está mole.

Para que a boca da bexiga fique enrolada, as formas passam por uma espécie de escova que confere esse formato. Os balões passam então por um banho de água quente e mais um banho de carbonato de cálcio, que age como um desmoldante.

A borracha natural é quebradiça às baixas temperaturas e amolece quando submetida às altas temperaturas, por esse motivo é necessária a adição de enxofre na sua composição. Sendo assim, a próxima etapa é a de vulcanização, onde as bexigas recebem calor para que o enxofre reaja com o látex e o torne mais resistente.

O acabamento é dado em uma espécie de secadora, que retira o excesso do pó branco, e também é adicionado silicone para conferir brilho. Por fim, no controle de qualidade são testadas quanto a furos, peso, tamanho e resistência, para seguir então ao empacotamento e distribuição.

REFERÊNCIAS

Boravê. Como é feita a bexiga. Manual do Mundo.Acesso em 02 fev. 2021.

Balões Personalizados. Como são feitos os balões de látex. Acesso em 02 fev. 2021.

Wikipedia. Balão (Bexiga inflável). Acesso em 02 fev. 2021.