OPERAÇÕES UNITÁRIAS IV: TRANSFERÊNCIA DE MASSA

Aprendemos que calor é transferido se existir uma diferença de temperaturas em um meio. De maneira semelhante, se houver uma diferença na concentração de alguma espécie química em uma mistura, transferência de massa tem que ocorrer. Transferência de massa é a massa em trânsito como resultado de uma diferença de concentrações de uma espécie em[…]

OPERAÇÕES UNITÁRIAS II: OPERAÇÕES MECÂNICAS

Na engenharia química e seus campos relacionados, uma operação unitária é uma etapa básica de um processo. Por esta razão elas, podem ser classificadas de diferentes formas. A primeira categoria atribuída as OP’s é a de operações mecânicas. O que são, quais suas funções e em que contextos se inserem, vocês saberão neste episódio. Como[…]

OPERAÇÕES UNITÁRIAS III: TRANSFERÊNCIA DE CALOR

Transferência de calor (ou calor) é energia em trânsito devido a uma diferença de temperatura. Sempre que existir uma diferença de temperatura em um meio ou entre meios ocorrerá transferência de calor. Assim acontece nas operações unitárias desta classificação nas indústrias como um todo. Vamos nos aprofundar nelas? O estudo das operações unitárias e dos[…]

OPERAÇÕES UNITÁRIAS I: INTRODUÇÃO A OPERAÇÕES UNITÁRIAS

Em uma indústria, partindo-se da matéria-prima até se chegar ao produto final, uma série de processos deve ocorrer, sendo alguns de natureza química e outros de natureza física. Assim, cada uma das etapas sequenciais numa linha de produção industrial é conhecida como uma “operação unitária”. Neste episódio, conheceremos um pouco mais sobre este termo tão[…]

COSMÉTICOS IV: A TECNOLOGIA DOS COSMÉTICOS

Os cosméticos tecnológicos, com fórmulas exclusivas e sob medida se transformam na grande aposta nas indústrias desse ramo. A busca da beleza e da juventude gera exigências cada vez maiores! Portanto, é necessário que as indústrias invistam em meios para agradar a seus clientes. E nisso, a tecnologia vem auxiliando nesse processo, trazendo resultados muito[…]

COSMÉTICOS III: MATÉRIAS PRIMAS E PROCESSO DE PRODUÇÃO DOS COSMÉTICOS

O desejo de ficar mais bonita(o), disfarçar a idade ou a simples preocupação com a saúde e bem-estar movimenta milhares de produtos cosméticos todos os dias. Mas será que você sabe do que eles são feitos e como são produzidos? Nesse texto falaremos sobre as matérias-primas e processos utilizados na confecção desses produtos.   A indústria de[…]

COSMÉTICOS I: ORIGEM DOS COSMÉTICOS

Já pensou em tomar banho sem sabonete e shampoo? Ou em sair de casa sem passar um hidratante, um perfume, maquiagem ou um desodorante sequer? Usados desde muitos anos atrás, não há como imaginar nossas vidas sem esses produtos. Neste episódio, mostraremos um pouquinho da história desses itens para conhecermos suas origens. A história dos[…]

CERVEJA V: TIPOS DE CERVEJA

No processo de fabricação da cerveja há etapas importantes, mas a que mais se destaca é a escolha do tipo de fermentação pelo qual a bebida passa. Partindo desse pressuposto, a partir da fermentação é possível obter diferentes tipos de cervejas. Atualmente, elas são divididas em três grandes famílias e família é muito importante, inclusive[…]

CERVEJA IV: A QUÍMICA DA CERVEJA

Antes de tudo, a cerveja é uma bebida fermentada feita de cereais. Para obter o produto final, existem várias etapas químicas naturais ou induzidas que são necessárias para podermos configurar uma cerveja. A química da cerveja acontece desde a primeira fase de seu processo de produção, mas precisamente no processo de malteação. Nele, duas importantes[…]

CERVEJA III: A ARTE DE PRODUZIR CERVEJA

Saber que as algumas coisas podem ter receitas e que cada uma delas pode ser um guia para a gente seguir na cozinha, na escrita, na profissão ou na vida, é realmente incrível. E se for a receita de como produzir a bebida que você mais gosta de tomar e/ou degustar em momentos oportunos é[…]

CERVEJA II: MATÉRIAS PRIMAS

A maioria dos consumidores de cerveja já sabe que os principais ingredientes dessa bebida são: água, malte, lúpulo e levedura. Mas você conhece as características de cada um deles e no que eles influenciam nos sabores, aromas e na aparência de sua cerveja? Neste episódio, iremos conhecer esses e outros componentes dessa bebida e suas[…]

CERVEJA I: COMO TUDO COMEÇOU

Assim como o futebol e o churrasco, tomar cerveja se tornou algo comum no mundo todo. Há muito tempo essa bebida faz sucesso em datas comemorativas e também no dia a dia. “A loira gelada” foi inventada há muitos anos e faz parte dos hábitos e da cultura de muitas pessoas nos quatro cantos do[…]

CIÊNCIA DOS MATERIAIS III: OS ADESIVOS

Agora que já vimos como a química do material pode interferir em suas propriedades e já falamos sobre vidro e sobre materiais antiaderentes, vamos ver o outro lado. Quando você precisa fixar duas superfícies juntas, o que você usa: cola ou fita adesiva? Como você baseia sua escolha de qual irá utilizar? Qual deles tem[…]

CIÊNCIA DOS MATERIAIS II: OS MATERIAIS ANTIADERENTES

Agora que já vimos como a química do material pode interferir em suas propriedades e falamos sobre o vidro, vamos falar sobre os chamados materiais antiaderentes, isto é, aqueles que impedem que o ovo que você faz de manhã na frigideira não grude nela. Materiais antiaderentes são caracterizados por baixos coeficientes de atrito ou fricção,[…]

CIÊNCIA DOS MATERIAIS I: O VIDRO

A forma como as moléculas se organizam estruturalmente em um material determinam muitas das características e propriedades de um material, incluindo características como transparência e propriedades mecânicas. Esse é um assunto bem extenso e que pode ser também complexo. Por isso, nessa série de textos falaremos de alguns exemplos do nosso dia-a-dia apenas para gerar[…]

A DELICIOSA QUÍMICA DO CHOCOLATE IV: FÁBRICA DE CHOCOLATES

O licor de chocolate é a base para a produção dos diversos tipos de chocolate em suas mais variadas formas encontradas comercialmente. Seu subsequente processamento depende do tipo de chocolate a ser produzido e da forma como será comercializado. As etapas após a obtenção do licor de chocolate dependem do produto final desejado. No entanto,[…]

A DELICIOSA QUÍMICA DO CHOCOLATE III: TODOS VEEM DO LICOR

Agora que já vimos como as sementes de cacau são processadas nas plantações antes de chegar até as fábricas de chocolate, vamos ver as primeiras etapas de seu processamento após chegar às fábricas, até dar origem a um licor de chocolate, que é a base para os diversos tipos de chocolate que conhecemos. Depois de[…]

A DELICIOSA QUÍMICA DO CHOCOLATE II: PROCESSAMENTO DAS SEMENTES

A produção do chocolate em escala industrial requer bastantes etapas e tudo se inicia com a coleta do cacau e processamentos das sementes in natura, que ocorrem ainda nas plantações, sendo a maior parte ainda feita de forma manual. Só então as etapas posteriores são realizadas nas plantas de processamento das fábricas de chocolate. Vamos[…]

A DELICIOSA QUÍMICA DO CHOCOLATE I: ONDE TUDO COMEÇOU

Ah, o chocolate! Quase todo mundo gosta de chocolate. Tem chocolate para todos os gostos. E hoje em dia tem chocolate até para quem tem restrições alimentares, como alergias e intolerâncias ou para quem é vegano. Mas o que o chocolate tem que nos faz gostar tanto dele? E qual é a história do chocolate?[…]

TERMODINÂMICA II: PARÂMETROS PARA O DESIGN DE PROCESSOS INDUSTRIAIS

A Termodinâmica, que determina a interação entre diferentes compostos, não pode ser deixada de lado na hora de fazer o design de equipamentos e de estabelecer as diferentes etapas de um processo No design de processos industriais, o entendimento das propriedades termodinâmicas e interação entre os compostos é especialmente importante em processos de separação, já[…]

TERMODINÂMICA I: POR TODOS OS LADOS

Antes de entendermos como a Termodinâmica afeta os processos industriais e como seu entendimento é fundamental no design de processos, vamos ver alguns fenômenos básicos do dia-a-dia em que a Termodinâmica está presente e, muitas vezes, passa despercebida. Que a Termodinâmica está em todo lugar, isso todo Engenheiro Químico já sabe, mesmo aqueles que sofrem[…]

QUÍMICA DOS PERFUMES III: FINALIZAÇÃO DO PROCESSO

Depois da extração dos óleos essenciais, a base dos perfumes, vêm as etapas posteriores, para a obtenção do aroma e também dos diferentes tipos de perfumes. Afinal, produzir perfumes é uma arte! Vamos conhecer com mais detalhes essas etapas finais de obtenção do perfume. Falaremos agora com mais detalhes das etapas finais de obtenção do[…]

QUÍMICA DOS PERFUMES II: A ESSÊNCIA DAS ESSÊNCIAS

Agora que já temos uma visão geral do processo de produção de perfumes, que tal saber com mais detalhes cada etapa do processo?  Nesse texto, falaremos sobre a primeira etapa, que é a base para a produção do aroma, a extração dos óleos essenciais. Agora que já temos uma visão geral da história dos perfumes,[…]

QUÍMICA DOS PERFUMES I: VISÃO GERAL E INICIO DE TUDO

Perfumes são produtos especiais porque estimulam uma série de sentidos e emoções. Um cheiro pode despertar lembranças de pessoas e lugares. Mas você já parou para pensar na história por trás da beleza dos perfumes? Quando começaram e como são produzidos?  Desde os primórdios da história, existem registros de que seres humanos buscam mascarar ou[…]