O PALITO DE FÓSFORO

Na Alemanha, um alquimista chamado Henning Brandt, descobriu acidentalmente, em 1669, o elemento químico conhecido como fósforo, quando tentava obter ouro a partir de urina. A descoberta chegou até o físico Robert Boyle, o qual criou uma folha de papel áspero com a presença de fósforo, acompanhada de uma varinha com enxofre em uma das[…]

TINTAS INDUSTRIAIS

As tintas são muito utilizadas dentro das indústrias, tendo como principal função gerar uma proteção anticorrosiva. Porém, também auxiliam em outras características, como a finalidade estética, tornando o ambiente agradável, auxilia na segurança industrial, permite a identificação de fluidos em tubulações ou reservatórios, serve como impermeabilizador em superfícies, possui capacidade de auxiliar a troca térmica,[…]

CRACKING CATALÍTICO

Cracking catalítico é um dos processos mais importantes na refinaria de petróleo. O FCC (Fluid Catalytic Cracking), como também é conhecido, visa a transformação de moléculas pesadas de petróleo em moléculas mais leves, sob a ação do calor juntamente com a utilização de um catalisador. Os principais produtos obtidos dessa quebra do petróleo são GLP,[…]

EVAPORADORES

A evaporação é uma operação unitária muito utilizada para a separação de compostos de diferentes volatilidades, fazendo com que parte do solvente se vaporize, onde na maioria das soluções esse solvente é a água, em que o objetivo final desejado é o concentrado líquido. Essa operação está presente dentro de diversas indústrias, como na indústria[…]

FENÔMENOS DE TRANSPORTE – TEXTO III: TRANSFERÊNCIA DE CALOR

A transferência de calor é a energia em trânsito, devido a uma diferença de temperatura. E sempre que existir esta diferença de temperatura em um meio ou entre meios ocorrerá transferência de calor. Sempre que existir uma diferença de temperatura em um meio ou entre meios diferentes, haverá, necessariamente, transferência de calor. A transferência de[…]

NOVO TIPO DE PLÁSTICO PODE DISSIPAR CALOR AO INVÉS DE ISOLÁ-LO

Os plásticos quando envolvem laptops e telefones celulares,  podem superaquecer em parte esses aparelhos, pois seus revestimentos prendem o calor que os dispositivos produzem. Assim, uma equipe de engenheiros do MIT desenvolveram um polímero que é um condutor térmico, dissipando tal  calor ao invés de isolá-lo. Os novos polímeros, são leves e flexíveis e podem[…]